24 de fev de 2011

2ª CAMINHADA DE DOENÇAS RARAS

Dia 28 de fevereiro é reconhecido internacionalmente como
a data em que se  mobiliza a
sociedade em torno de ações em prol das doenças
raras. Para  comemorar, no dia
27 de fevereiro (domingo) será realizada, no Parque da  Aclimação - SP -, a
Segunda Caminhada de Apoio ao Paciente de Doenças  Raras. Com estimativa de receber
duas mil pessoas, o evento reúne governo, sociedade, universidades
e empresas farmacêuticas para apoiar a melhora do bem-estar de
pacientes com doenças raras e suas famílias, apoiando a
 pesquisa, discutindo
políticas públicas e cooperação internacional
e  também
conscientização da população em geral. Neste
ano, a Caminhada aborda o tema "Desigualdade na Saúde".



O evento
acontecerá durante o dia e terá a presença de 70
associações que estarão no local com material
informativo, além de atrações culturais, musicais e
lúdicas, caminhadas, workshop e seminários práticos.

Dra.
Cecília Micheletti, médica pediatra e delegada brasileira da
Fundação GEISER (Grupo de Enlace, Investigacion y Soporte de
Enfermidades Raras de  Latino
América), participa da organização da Caminhada e
afirma que  celebrar esta data
é de extrema importância. "O diagnóstico das
doenças raras muitas vezes é feito tardiamente, pois o
conhecimento sobre elas é pouco tanto na sociedade como na
própria comunidade médica. Há pouca  investigação, faltam
de verbas e políticas públicas. Discutir estes  aspectos é fundamental para
que sejam possíveis melhorias no tratamento  dessas doenças".

São consideradas doenças raras aquelas que afetam um pequeno
número de  pessoas,
numa frequência de 1 em cada 2 mil. Cerca de 80% dos casos
são de  origem
genética. Já se tem conhecimento de cerca de sete mil
doenças raras que afetam de seis a oito por cento da
população mundial. A Dra. Cecília Micheletti acredita
que o grande desafio é alcançar a igualdade no atendimento.
"Nós não temos na rede pública nem mesmo a
regulamentação do médico geneticista, o que dificulta
o diagnóstico e, por consequência, o tratamento. Muitas vezes
até mesmo o profissional de saúde não tem
informações sobre algumas dessas enfermidades".


A organização do evento é do GEDR - Grupo de
Estudos de Doenças Raras - e  do Instituto Canguru, com apoio da ABG (Aliança
Brasileira de Genética),  da SBGM (Sociedade Brasileira de Genética
Médica) do Fórum Estadual de  Patologias, da Secretaria Municipal da Pessoa com
Deficiência e Mobilidade  Reduzida, da Eurordis e da Fundação GEISER
(Grupo de Enlace, Investigacion  y Soporte de Enfermedades Raras de Latino
América).

 Segunda Caminhada de Apoio ao Paciente de Doenças
Raras
 Data: 27 de
fevereiro de 2011
 Local: Parque da
Aclimação - Rua Muniz de Souza, 1119
 Início da concentração: 8;30 HS AS 14;30 H

Nenhum comentário:

Postar um comentário